,

Johan Van lengen

Natural da Holanda, Johan Van Lengen, grande mestre em Bio Arquitetura e Arquitetura Intuitiva, deixou de lado uma bem-sucedida carreira na Califórnia, em meados dos anos 70, e passou a se dedicar a busca de soluções ecológicas, econômicas e apropriáveis para melhoria nas moradias populares. Neste contexto, trabalhou para várias agências governamentais incluindo a Organização das Nações Unidas (ONU), atuando principalmente na América Latina.

Yuri Diniz

A trajetória do Agricultor Sintrópico Yuri Diniz começou durante sua graduação em Geografia. À convite de um amigo, foi fazer um curso na Bahia sobre Agroflorestas, ministrado por Ernest Gotsch, o criador da Agricultura Sintrópica, um modelo de agricultura no qual os processos naturais são transformados em técnicas agrícolas, dispensando o uso de insumos externos e conservando a energia dentro do sistema. Daí o uso do termo “sintropia”, que surge em oposição à “entropia”, Lei da Termodinâmica associada à desordem e degradação da energia.

Tomaz Lotufo

Uma Arquitetura sem muros. Esse é o paradigma proposto pelo arquiteto Tomaz Lotufo em seu trabalho e pesquisa de mais de uma década nas áreas de Bioconstrução e Permacultura. A chamada Arquitetura Apropriada, aproxima as pessoas das técnicas e torna possível sua apropriação e reprodução. A busca por uma prática que integre, que não seja exclusividade de engenheiros e arquitetos é o princípio que conduz seus ensinamentos e obras.
,

Jorg Stamm

Nascido na Alemanha, Jorg trabalhou na Europa por muitos anos com carpintaria tradicional, tornando-se um exímio mestre carpinteiro. Foi voluntário da Peace Corps, auxiliou a criação de obras em Sumatra, Equador, Cuba, Brasil, México, Índia, Indonésia, Timor Leste, Estados Unidos, Alemanha, Espanha, Etiópia e Madagascar. Ganhou nome mundial ao construir as pontes de Guadua ( Colômbia), estruturas gigantescas ( a maior delas em Liceo Frances, Pereira tem 52 metros), a Green School e o Bamboo Pavillion ambos em Bali.
,

Gernot Minke

Gernot Minke é um arquiteto e engenheiro alemão, referência em sustentabilidade e construções naturais e considerado pai da bioconstrução. Em seus mais de 50 anos de atividade profissional, foi responsável por centenas de pesquisas, projetos e palestras por todo o mundo. Foi diretor do centro de estudos em habitação da Universidade de Kassel por quase 30 anos tendo como foco em suas pesquisas: arquitetura verde, arquitetura de baixo custo, arquitetura resistente a terremotos e climatização passiva de construções.