Conheça a nova Barbie de plástico reciclado; Lego também anuncia mudanças

//


A boneca mais famosa do mundo, considerada ícone da cultura pop, agora quer se tornar amiga do meio ambiente. A Mattel, empresa responsável pelo brinquedo infantil, criou Barbies feitas com plástico que iria para o oceano.

A coleção “Barbie ama o oceano” vem com esse tema bem praiano, trazendo três bonecas feitas completamente de peças de plástico recicladas, que sem esse procedimento acabariam nos mares. Os objetos que acompanham a Barbie, como uma cabana, cadeira e acessórios, foram produzidos de plástico 90% reciclado.


Lisa McKnight, vice-presidente sênior e chefe global da Barbie e bonecas da Mattel, disse em uma entrevista ao canal estadunidense Today que a empresa teve tempo para tornar isso possível e manter a qualidade Barbie, de forma que a boneca pareça igualzinha às demais.

Esse esforço faz parte de uma meta da empresa de usar materiais plásticos 100% reciclados, recicláveis ou de base biológica em todos os seus produtos e embalagens até 2030. Para isso, a Mattel está se associando à empresa de reciclagem de plásticos Envision Plastics, uma importante recicladora de produtos de plástico polietileno de alta densidade.

“Para realmente mostrar à próxima geração que eles podem ser qualquer coisa, devemos fazer nossa parte na proteção do planeta, reduzindo nosso impacto ambiental e promovendo comportamentos cotidianos sustentáveis”, disse Lisa McKnight, dessa vez em entrevista à CNN Business.

Lego segue no caminho

A indústria dos brinquedos parece realmente preocupada com o impacto de seu plástico no meio ambiente. Quem agora quer se tornar sustentável é a Lego. E disse que se tornará até 2025.

A empresa criou um protótipo de peças de montar confeccionadas com plástico de garrafas pet descartadas. Em média, cada garrafa pet de 1 litro pode virar 10 blocos de Lego tamanho 2×4. 

Garrafas pet sendo transformadas

De acordo com as informações divulgadas, foram mais de 250 testes nos últimos três anos para desenvolver o produto. São aproximadamente 150 funcionários envolvidos na criação de inovações sustentáveis.

Desde o ano passado, a Lego começou a remover o plástico de uso único de suas caixas. E há três anos passou a produzir parte das peças a partir do biopolietileno (feito de cana-de-açúcar de origem sustentável).

“O maior desafio em nossa jornada de sustentabilidade é repensar e inovar novos materiais que sejam tão duráveis, fortes e de alta qualidade quanto nossos tijolos existentes. Experimentação e falha é uma parte importante. Assim como as crianças constroem e reconstroem com tijolos Lego em casa, estamos fazendo o mesmo em nosso laboratório”, conta Tim Brooks, vice-presidente de responsabilidade ambiental do Grupo Lego, em comunicado.

Diferente das Barbies feitas de plástico reciclado, as novas peças da Lego ainda não estão sendo comercializadas, já que devem passar por mais uma fase de testes ao longo de mais um ano.

Peças, por enquanto, são cinzas

Uma mudança e tanto para as empresas conhecidas pela alta produção, brinquedos e embalagens de plásticos e que viram a procura pelos seus produtos aumentar ainda mais durante a pandemia (com a criançada em casa).

Deixe um comentário

BR4 Branding
Av. Cons. Julius Arp, 80
Bloco 11, Galpão 104
Centro, Nova Friburgo.